quarta-feira, 3 de junho de 2009

Vamos a constatações...

Agora que o tempo encoberto regressou, e as idas à praia fizeram uma breake, tenho de me manisfestar quanto ao que vi na televião ontem. Estava a ouvir qualquer coisa como, que quem leva os filhos para a praia apartir das 11 da manhã, e está lá até às 3 da tarde, é considerado negligência. Sinceramente acho que qualquer dia somos presos por se dar uns berros aos miúdos.
Era o que faltava agora ter protecções de menores atrás, a ver onde é que as pessoas vão com os filhos e a que horas...Não devem ter mais nada com que se preocuparem.
Verdade seja dita que me faz um bocadinho de confusão, aqueles pais que ficam na toalha a tostar ao sol, até passam pelas brasas e deixam os miúdos ali à beira de água à vontade, sem um olhar atento, mas o que fazer? Cada um é que deve ter a responsabilidade de olhar pelos seus, de colocar chapéus, mesmo que eles os tirem a cada meia-hora, a vestir t-shirts e bezuntá-los bem de protector solar factor 50. Para isso é que servem os adultos.

sábado, 30 de maio de 2009

E perguntam vocês...

Mas onde é que eu tenho andado???


...a trabalhar...


...para o bronze...

Ontem teve mesmo um dia espectacular, assim de repente estávamos no verão!!!

E é aqui que tenho estado...

sábado, 23 de maio de 2009

Músicas da minha vida...

23 DE MAIO...

Há dias que marcam a nossa vida, e o dia de hoje é um desses. 10 anos atrás. Já passaram 10 anos??? Quase que nem dei por nada...
O dia de hoje, mudou completamente a minha vida.
Obrigada por me ensinares a ser amada. Jamais esquecerei!

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Tremenda injustiça...

Mãe leoa como sou, não posso deixar de me manifestar em relação ao caso da menina Russa, já para aí bastante debatido.
Como é possível tratarem assim as crianças, como se fossem bonequinhos, sem sentimentos. A menina tirada assim da familia que sempre a criou. Não interessa se a outra é mãe biológica, quem lhe dava amor, carinho, quem era a mãe todos os dias, para o que desse e viesse era a mãe do coração.
Nem consigo imaginar o sofrimento tanto da menina, que vai ver-se no meio de estranhos, mesmo que haja ligação sanguínea, ainda por cima em outro país, longe de quem mais ama.
E esta mãe? Mãe do coração durante anos, agora que faz? Agora que a verdadeira mãe pensou em deixar de ser bêbeda," obrigadinha por te teres empenhado na minha filha, mas já não fazes falta e agora já me apetece ser uma mãe como deve de ser..."
Isto sinceramente...dá-me uma revolta tão grande!
Acho que toda a gente deve ter direito a uma segunda oportunidade, o coração da menina concerteza que tem espaço para duas mães, mas agora talvez tenha que apagar quem tem sido até hoje. Injusto, não?

sexta-feira, 15 de maio de 2009

Ai, ai!!

E quando as saudades por alguém, são tantas, tantas, mas tantas...que até dói?
Epá, é nestas alturas que acho que tenho um feitiozinho da merda... Coração mole a mais...

quinta-feira, 14 de maio de 2009

Mana solteira...

...resume-se à palavra, MUITO-PORREIRO!
Perdi um cunhado ( e logo após 4 anos de namoro, havia poucos dias que o tratava por cunhado) mas ganhei novamente a minha irmã! Até que nem é mau!
É totalmente diferente ser-se solteira! Ela tem outra disponibilidade para a familia! Especialmente para os sobrinhos. E há cerca de duas semanas para cá, que tem estagiado como mãe de 3,logo assim para começar e realmente constatou que fez muito bem em não ter nenhum filho até aqui.
Qual andar aí pelos cantos a chorar, qual quê! Agora é que começou a vida dela! Faz ela bastante bem, que ainda é nova!!!!
Viva às manas solteiras!!E ainda por cima grias à farta, que até chateia! :D

quarta-feira, 13 de maio de 2009

terça-feira, 12 de maio de 2009

Cúmulo da distracção...

Se eu disser que moro na mesma cidade há 5 anos e que não sabia onde era a junta de freguesia, até há uma semana atrás, em que lá tive a tratar de umas coisas... Isto não é propriamente Lisboa...
Um bocadinho despistada, não?

sábado, 9 de maio de 2009

Sempre a mesma coisa!

Não é de uma pessoa ficar danada?
Dia de semana e tal, um calor do caraças, digno de andar para aí tudo a pensar que já tinha chegado o verão.
Chega-se o fim-de-semana e está logo um tempo que até mete raiva. Chuva e mais frio, o céu completamente cinzentão, pronto a descarregar a qualquer momento.
Não se admite!!
Bom fim-de-semana...!

quinta-feira, 7 de maio de 2009

Por isso é que o mundo está como está!

Muitas vezes no parque, o meu filho leva uma mochila cheia com brinquedos para brincar na areia, e juntam-se sempre muitas crianças em redor dele, a utilizar os brinquedos. A mim não me faz confusão nenhuma, até acho que é bom incentivá-los a partilhar as coisas com os amiguinhos.
Qualquer menino que se chegue, seja para jogar à bola connosco, ou querer dar uma voltinha nas bicicletas deles, não fico nada incomodada, antes pelo contrário, há sempre espaço para mais um!
No domingo, lá fomos andar de bicicleta para o ringue, onde estavam dois irmãos a jogar à bola com a mãe. O meu mais velho, largou logo a bicicleta e correu para jogar também.
Nós por acaso até andamos sempre com bolas na carrinha, mas desta vez esquecemo-nos.
Os miudos (um casal) com cerca de 5 anos (idade do meu filho), começaram logo a ficar stressados, por o meu estar ali. E a mãe do miúdo, chega-se ao pé do meu e diz: " A bola não é sua, vá brincar para outro lado."
Bom, saltou-me logo a tampa. Perguntei qual era o problema, e a gaja toda tia, disse que o meu filho não devia estar ali misturado com os dela. Até porque a bola não era dele.
Só sei que chamei o meu filho para voltarmos a andar de bicicleta, ele a principio não queria e ficámos a andar lá no ringue à mesma. A gaja chateou-se e acabou-se por se ir embora, sempre a refilar. Eu é que não tive para me chatear, mas não percebi qual era o problema dela.
Acho que como mãe, tentamos sempre que eles sejam sociáveis, mas isso sou eu, né? Não sei o que vai na cabeça dos outros...

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Ainda a praia!

Isto hoje é um post escrito directamente da praia!Està-se mesmo bem!( Tirando os velhos que para aqui vêm fazer nudismo e passam a vida a babarem-se,feitos parvos...)

terça-feira, 5 de maio de 2009

Dia N!

Quando vivo o presente, tento aproveitar ao máximo que posso, mas passo a vida a ter saudades do passado...Esqueço as coisas más e quero sempre voltar atrás no tempo!
Esqueço-me constantemente que as pessoas, os lugares, tudo muda, nada vai ser como era...
Detesto ser assim! Parece que nunca estou bem com aquilo que tenho!!
Vivo numa montanha russa, voltas e mais voltas, há dias que me sinto feliz e realizada, há outros dias que me arrependo de ter feito certas coisas...
Admito que sou complicada e por vezes nm tenho paciência para me aturar a mim própria...

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Calor = Praia!

Como assim que o sol se põe bem-disposto, a malta anda logo de sandalita e roupitas frescas, abriu oficialmente aqui nas minhas bandas a época balnear! Yupi!!
Enquanto houver sol e este calor, lá vai a cambada para a praia!
Desde que fui mãe, que não tenho desfrutado nada da praia! E adoro praia!
Sempre fui habituada a muita praia, em miúda. Aos fins-de-semana e nas férias da minha mãe, era sempre. Às 7 da manhã já lá estávamos (sim, leram bem!), e só por volta das 8 da noite regressávamos! Eu e os meus 2 irmãos ali ficávamos todo o dia, na brincadeira! Enquanto a minha mãe, se esticava todo o dia ao sol (bons exemplos, portanto!) e ficava danada, por não passar da cor de lagosta.
Talvez por isso, toda a gente me achava com cara de indiana, toda morenaça.
Tenho saudades desses tempos.
E como mãe, hoje em dia, elogi-o a minha mãe, pela coragem de ir sozinha com os 3 filhos pequeninos, durante anos, para a praia de transportes, carregada com comida, que parecia que iamos acampar durante um mês, quando ao fim do dia regressávamos a casa.
A única coisa que detestava, era quando o meu irmão (parvalhão) me arrastava para a água e me metia a cabeça debaixo de água, repetidas vezes e eu pensava que morria afogada...mas vingava-me, quando ele se deixava dormir estendido na toalha e acordava com uns baldes de água pela cabeça abaixo :D

domingo, 3 de maio de 2009

Dia especial!

Para mim se há dia especial em todo o ano, é o dia de hoje! :D
Nunca compro nada para oferecer à minha mãe (é raro), sempre gostei de ser eu a fazê-las e também por isso adoro as prendinhas dos meus meninos, sempre bastante personalizadas.
Ser mãe de três (reguilas) é um previlégio! Considero-me super sortuda! Ainda por cima, tenho menina e meninos!!!
Por vezes dá vontade de os mandar pela janela, isso é certo :D
Mas são uns doces quando querem :D

Um Feliz dia da mãe!!!

terça-feira, 28 de abril de 2009

Ponto de situação

...pois...

...continua-se na mesma...uma verdadeira chatice...

...isto de não ter net durante uns dias é lixado...

Beijos a todos...que saudades dos vossos blogues!!!!!!

quarta-feira, 22 de abril de 2009

Sem net

Peço desculpa pela minha ausência, mas de momento estou sen net!

segunda-feira, 20 de abril de 2009

Big Family

Isto de ter uma familia grande tem que se lhe diga...
Todas as semanas é festa... Há sempre alguém que faz anos.
O que vale, é que estarmos juntos é o mais importante, e prendas só mesmo no dia dos mais novinhos...
Haja alegria! (e coragem para resistir às comezanas...)

Boa Semana!!


P.S-S.Pedro, vê lá se deixas de ser mauzinho e deixas brilhar o sol!

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Grrrrrrhhhhhhhhhhhh!

Epá há dias que não tenho paciência para aturar os homens...especialmente o meu...
Apetecia-me pregar-lhe com uma frigideira na cabeça...

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Casalinhos no messenger e afins...

Enerva-me um bocado algumas pessoas no messenger, que criam contas conjuntas com o seu mais que tudo, tipo Manel e Maria, Ana e João e por aí fora. Até acredito que estejam muito apaixonados, que queiram partilhar tudo um com o outro. Mas não poderiam fazer uma conta para cada um? É que é uma chatice.
Detesto falar com alguém com uma conta assim.E por acaso até tenho alguns amigos assim. Quando estão online, uma pessoa nunca sabe se é ele ou ela, e por vezes as desculpas surgem tipo, ah e tal era ele que estava online e não li o que escreveste e por aí fora...
Mas não é só no messenger, mesmo no Hi5 já tenho verificado algumas figuras tristes de amigas, que quando estão in love, lá partilham o mesmo espaço com toda a pompa, carina & Lourenço, o pior é quando a paixão já se esfumou e passado um mês, nem achamos estranho quando lemos só Carina e o estado civil de digo-te depois...

terça-feira, 14 de abril de 2009

Vai lá vai

Estive a ver um programa do Dr.Phil, na Sic Mulher, sobre crianças rebeldes desde os 2 anos, aos 5. Meu Deus! Ainda eu me queixo dos meus?!!!Os meus ao pé daqueles são anjinhos!!! Fiquei parva!!!

Como dar em maluca em três tempos...

Ora apanhe uma constipaçãozinha, para as meninas, especialmente naquela altura chata do mês.
Muita tosse, muitas dores no corpo, má disposição, cabeça a andar à roda.
Tenha os 3 pestinhas em casa, a massacrar o cérebro, desde quinta-feira passada. Porradaria uns com os outros, muita gritaria, choros, etc.
Já estou a sonhar com o amanhã...o infantário finalmente reabre das férias da Páscoa! UFA!

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Sou uma heroína!

Ah pois é!
Com uma mesa recheada de tudo o que é bom...consegui resistir!!E modéstia à parte...estou uma bela pasteleira :D Toda a gente me diz sempre isso, pois nestas ocasiões em que se junta a familia, sou eu, a doceira. Já sucedi à minha mãe. E apesar de ter muito menos tempo de experiência, já tenho bastante qualidade. Babadíssima portanto.
Sendo super-gulosa, nesta boquinha não entrou nada de amêndoas de chocolate ou de outra espécie pascal, e nos meus docitos, apenas um pedacinho de cada, minúsculo,pois gosto sempre de provar o que faço, para fazer as minhas averiguações.
Por isso, venha para a semana os anos da minha filhota, que eu aguento-me!

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Não comam muitas amêndoas!


Apesar de não ligar à Páscoa, aqui venho mandar uns beijinhos e desejar uma Boa Páscoa a todos!
Tenho andado ausente, mas em breve volto.
Beijos.

sexta-feira, 27 de março de 2009

Génios, procura-se...

Com tanta porcaria de invenção, não há por aí uma alminha que invente uma máquina que a gente espete para lá a roupa e ela sai de lá engomadinha e dobradinha?

quinta-feira, 26 de março de 2009

3 vivas para as mulheres!

esta semana tem sido bastante preenchida...


-cuidar dos miúdos, já é um trabalho de quase 24 horas por dia...


-limpezas gerais, que parece nunca mais terem fim...



-dar assistência ao maridão, que também faz falta...




-o convívio com as amigas, para desanuviar...

mas nada de crises!
As mulheres conseguem fazer de tudo!E viva as gajas!!!!

sexta-feira, 20 de março de 2009

Progenitores versus pais

Faz-me um bocadinho de espécie, os pais ou mães que não querem saber dos filhos. Sejam separados, divorciados...
Um filho é um filho. Uma parte de nós. Não é um tamagoshi, para brincar, quando não se tem mais nada que fazer.
Enerva-me os pais, que estão lá bem longe, mas que ainda têm o telefone das mães e que quando ligam, só se lembram do quanto o amor era lindo... e blá blá blá...até se esquecem que existe um foilho em comum!
Não sei como estes pais dormem tranquilos nas suas caminhas.
Talvez seja só eu que penso assim, até porque sou uma mãe-galinha, que não me imagino longe dos meus pintaínhos...
E o pior ainda, é por vezes aquelas pessoas que trabalham toda uma vida para nada faltar aos filhos e depois quando crescem, dá-lhes a vontade de procurar a família e muitos ainda se viram contra quem os criou...
Ou então vir o pai ou a mãe, ao fim de não sei quantos anos, querer mandar postas de pescada em relação à educação do filho, ou seja aquilo que for...

quinta-feira, 19 de março de 2009

Um beijinho...


...para todos os pais! E claro está, para o meu também, que é um pai espectacular!

quarta-feira, 18 de março de 2009

Viva a amizade!!

Há pessoas que se cruzam no nosso caminho, na altura certa, mesmo na hora exacta!
E é incrível tamanha cumplicidade! Até parece que nos conhecemos há anos!!!
N. és linda!!

terça-feira, 17 de março de 2009

Quanto mais me bates,mais gosto de ti...

Conheci uma rapariga, que era toda cheia de confiança, bastante independente, viajava quando e com quem queria. Mesmo na casa dos 30, dizia que filhos eram os gatos que adorava.E que jamais teria filhos.
Sempre cheia de teorias quanto ao vegetarianismo, que praticava há mais de 10 anos.
E completamente contra qualquer das religiões existentes.
Fomos amigas durante uns anos, até posso dizer que bastante amigas. Era uma pessoa que eu gostava bastante. Gostava da sua essência. E admirava o seu estilo de vida.
Mas um belo dia, conheceu um rapaz através de um chat. Quem o via, dizia que ele não partia um prato.
Dias depois já estavam a viver juntos. Tudo muito apressado, avisei-lhe eu. Ela maior e vacinada, dizia saber bem o que estava a fazer.
Não sei que raio o rapaz tinha, eu achava-o giro, mas pouco mais, tinha um ar um pouco enfemeninado, mas parecia uma pessoa educada e amigo da namorada.
Qual não é o meu espanto quando a M. me diz que está grávida, passados uns 2 meses de viverem juntos. E estava feliz, dizia que queria muito o filho. A minha alma estava parva. Tantas conversas tinhamos tido sobre o tema "Filhos", como o seu pensamento da altura me fazia confusão e agora de repente estava grávida.
Infelizmente sofreu um aborto espôntaneo. Pensei que ficasse tudo por ali, e que ela pensasse melhor no que era ter um filho, com um rapaz que vivia junto havia dois meses.
Nova notícia de gravidez, novo espanto para mim...
Se éramos próximas, mais ficámos, até porque eu também estava grávida de cerca do mesmo tempo e até que era giro partilharmos as vivências do dia-a-dia.
Quando a D. nasceu, fui das primeiras a saber, no dia seguinte lá estava eu com um barrigão de 9 meses, com a recém-nascida nos braços e a apoiar a minha amiga que estava a transbordar de felicidade.
Depois do nascimento da minha filha, as visitas a casa de uma e de outra eram uma constante.
Tornámo-nos confidentes.
Começou a contar-me quem verdadeiramente ela tinha como companheiro. Pois chega a um ponto que uma pessoa não aguenta mais.
Ela desconfiou novamente que estava grávida. Os dois sem trabalhar, com uma filha pequena, em risco de perder a casa. Aconselhei-a a não ter o bebé, pois não tinha condições.
Assim que contou ao namorado, ele disse logo que não queria que fizesse um aborto.
Durante a gravidez, desde pescoços apertados, a tareias em frente à filha pequena, queixas na polícia...
Ele saía de casa uma semana, depois estava de regresso. Logo cheio de muito amor para dar.
Ele claro, odiava-me, pois sabia que eu fazia qualquer coisa pela minha amiga.
E fiz. Trouxe-a para minha casa. Com a filha. Dei-lhes de comer. Tentei arranjar um rumo para a vida delas.
Ele ligava-lhe a toda a hora. Até chegou a insinuar que ela estava na minha casa porque andava enrolada com o meu marido...
Ela pedi-me ajuda. E eu nunca virei as costas. Dei-lhe o que tinha e o que não tinha.
E o que aconteceu? Ela voltou para ele. Ele conseguiu metê-la contra mim. Deixámos de ser amigas. Não cheguei a conhecer o filho dela.
Hoje sei que estão até casados! E que até ela já é Jeová, como toda a familia dele. Está "presa" em casa, mãe a tempo inteiro. Ele conseguiu afastá-la de tudo e todos.
Fingem um sorriso. Como se fossem o casal mais feliz do mundo.
Mas para mim é só fachada...
Quem dá uma chapada, um aperto no pescoço, ou bate numa grávida só porque sim, mudará de um dia para o outro?
E que fazer a quem não quer ser ajudado? Fugindo da luz ao fundo do túnel?
Era mesmo a vida que um dia querias?...
...É que por mais que tente, juro que não entendo...
Eu até sei que o amor por vezes é cego. Mas para quem dizia que já nem o sequer amava, era mais o medo...
O que mais me choca, é que ela não era uma parvinha qualquer que nada sabia da vida...
Hoje lembrei-me dela, porque é uma pessoa que me marcou muito. Que cortei relações, mas tenho pena por isso. Ela mandou-me à cara que eu não a ajudei. Foi mesmo mal-agradecida. Não sei que mais poderia ter feito...mas enfim...

segunda-feira, 16 de março de 2009

Dia Não!

Hoje tem sido mesmo daqueles dias que adorava mudar de sexo!

É que já não aguento as p*tas das dores menstruais...

Só agora já tive de tomar 2 nimeds, pois estava prestes a mandar-me para o chão...



Mulher sofre...

quinta-feira, 12 de março de 2009

Ao menos nestes dias há de tudo...

Desde revoluções no sotão, com carradas de roupa, escolher daqui e dali, pó e teias de aranha por todo o lado...epá, aquele sotão tem-me dado que fazer! Mas quem me manda a mim ser estimadinha nas coisas? E tenho a péssima mania de querer guardar tudo, principalmente a roupa dos miúdos. Até que se passam uns anos e ao remexer há sempre coisas que vão fora, outras são dadas, enfim...

Também uma amiga mudou de casa, e tenho ajudado nas mudanças, e até chega a ser engraçado de se ver, nós em plena actividade. É rir à gargalhada e parvejar até mais não...é que nós duas juntas somos poderosas!! Incrível como somos tão parecidas! É tão bom ter amigas assim!

Estes dias têm estado excelentes!!! Excelente para passear com os miúdos. Se estiver assim no fim-de-semana, quero ir até à praia!

Amanhã é dia de ir ao médico!

Ando com o tempo contado...sorry!!!

segunda-feira, 9 de março de 2009

E eis que...

Após um fim-de-semana, não tão mau como esperava...os miúdos melhoraram e até se portaram bem.
Confesso que nem me lembrei do dia da mulher...
...até já estava fula, quando o maridão saíu antes do almoço para despejar o lixo e nunca mais aparecia...quando regressa com um ramo de flores...fez-se luz!!
Grande maridão! Nunca se esquece de mim!!!! Já teve direito a um beijinho mais repenicado :D
E a todas as mulheres que por ai andam um beijinho atrasado!
A ver se esta semana é um bocadinho mais calminha, para eu ter tempo de vos visitar e se regressa o sol com toda a força, para dar mais colorido aos dias!
Boa semana!

sexta-feira, 6 de março de 2009

É sexta-feira mas...

Esta semana tem sido um pouquinho para esquecer, principalmente as noites! Desde ter os filhos a chorar, cada um à sua vez, está tudo doente...
Hoje tenho os 3 aqui comigo, estou prestes a dar umas cabeçadas valentes na parede, pois estarem doentes, por vezes é sinómino de estarem insuportáveis...
Basta que à noite o pequeno acordou às 4 da manhã com vontade de brincar. Vim eu então para a net e ele aqui aos gritinhos e pulos e cheio de febre...
Estou cheia de sono, mas agora dormir é impossível...
Agora tenho a piolha a dizer para eu lhe dar um bejo "no buaco do cu"... escorregou e caíu...acham isto normal?! Onde vão eles buscar este palavreado...
O que me safa é que depois de almoço meto tudo a dormir com o pai e vou arejar as ideias com uma amiga numa bela caminhada, pela tarde fora...nestes dias até o vendaval que tem estado sabe bem para sacudir o stress...

quarta-feira, 4 de março de 2009

É tão bom desfrutar de uma tarde com amigas!
Gargalhadas e mais gargalhadas! Fotos para aqui e ali!
Só dizer asneiras e falar de gajos...
Epá, as mulheres não têm emenda!
E viva à jantarada com tudo ao molho!!!!

Olha!

Amas-me até à lua??
Ok. Eu amo-te até ao sol!
Sabes bem que sou teimosa, e tenho sempre de ser mais que tu. :D

terça-feira, 3 de março de 2009

Serão as bruxas??!

Não sei que raio se tem passado nesta casa...

...Só sei que só no mês de Fevereiro destruí:

-A picadora;partiu uma peça para lá e deixou a carne a meio...

-A máquina dos sumos;simplesmente caíu e desmontou-se toda;

-A torradeira que só torra uma torrada em vez de duas...

-Parti 3 pratos de sobremesa, 2 de sopa e mais 2 rasos;

Bom e acho que já chega...

segunda-feira, 2 de março de 2009

Arre!

Mas quem é que pediu a chuva de volta?
Se há coisa que mais detesto, é andar de guarda-chuva atrás. E tenho duas opções, ou ando por aí toda encharcada, ou então no verão tenho de comprar uma palete de guarda-chuvas que nessa altura é mais barato. Pois de cada vez que tenho de dme deslocar seja para onde for, o dito, desgraçado, lá fica esquecido. E c0m sorte só me lembro dois dias dpois...quando já estou farta de saber, que um outro alguém o adoptou...
E arranjar uma trela para o guarda-chuva? Se calhar nem era má ideia...

Visitem!

Foi-me pedido por uma familiar muito chegada, para divulgar este blogue.
Aguém que tem jeito para as artes manuais.

Bolinha de sabão!

Já não fui a tempo!Podes deixar-me o teu mail, que eu não aprovo o comentário, depois mando-te um mail?Obrigada!

domingo, 1 de março de 2009

Olha a peixeira!

Fiquei com vontade de falar sobre o ter sido peixeira. Talvez não interesse a ninguém, mas agora apetece-me escrever sobre isso.
Fui durante 1 ano e não foi há muito tempo. Acho que é um trabalho digno, como qualquer um. E talvez seja diferente do que muita gente pensa.
Mesmo dentro das peixeiras pode haver variações. No meu caso fui peixeira num hipermercado. Trabalhava com avental e luvas, e apesar de estarmos constantemente a mexer na água, raramente saía de lá molhada, ao contrário do que muita gente pensa. Também o cheiro a peixe, não é assim tão activo quanto isso. É natural que os clientes sintam mais o cheiro, mas pelo menos onde trabalhei não havia aquele cheiro a peixum.
E se pudesse voltar para lá ia já hoje. Gostava mesmo muito!
O que mais me aborrecia, era o chefe querer que se enganasse as pessoas, para não haver muitas quebras (peixe a ir para o lixo).
Muitas vezes amanhavamos o peixe, a cheirar a podre e rezávamos para não fazer mal a ninguém.
E comecei a ter clientes fiéis ao meu atendimento. Porque bastava perguntarem-me se o peixe era fresco, que eu não conseguia mentir. Quantas vezes me perguntavam e eu dizia para voltarem no dia seguinte, ou dizia o que era fresco, ou ia buscar dentro das câmaras o melhor.
Ou então já comunicava com os clientes através de sinais. Ainda hoje tenho clientes que vou beber café com eles.
Cortavam-me o coração por vezes as colegas a venderem para grávidas ou pessoas com filhos. Tinha uma colega que se gabava sempre de conseguir vender todo o peixe podre, às velhotas.
Isso para mim era contra tudo.
E as reclamações? Por vezes até tinhamos gente a quererem-nos bater.
Todos os fins-de-semana faziam promoções de camarão 20/30, por um preço muito apetícivel, as pessoas levavam sacadas e depois vinham trazer tudo, pois ao cozer, o camarão ficava negro. Quantas e quantas reclamações tivémos, a chefe da peixaria queria retirar o produto, pois vinha congelado e parecia perfeito, mas o gerente de loja não deixava, porque há sempre quem leve e não reclame, e ganhavam imenso nas promoções.
O gerente de loja era um filho da mãe. O patrão nem sonhava a porcaria que lá andava.
As pessoas nem imaginam o que por vezes se passam nos hipermercados. A porcaria que uma pessoa come. Eu vi tanta coisa. Claro que não digo que seja assim em todo o lado. Mas por vezes concordo com certas fiscalizações.
Só para terem uma ideia, na charcutaria havia frango assado, sabem de onde vinha? Era o frango já quase podre que não se vendeu no talho. Temperavam-no e toca de assar e ficava como novo.
No talho as promoções de hamburgueres, salchichas frescas, era tudo com carne misturada já sei lá como...
É triste saber destas coisas, e de momento não sei se continua a ser assim, pior ainda quando é o gerente que obriga a que seja assim. Mas os funcionários é que têm de dar a cara se algo corre mal.
Quando fui despedida de lá, grávida, ponderei em fazer algumas queixas, mas depois não quis saber, pois trabalha lá muita gente e foi a olhar a eles, que têm família e precisam daquele emprego.
Mas que tenho saudades do contacto com os clientes e da minha rapidez a amanhar o peixe, lá isso tenho.

sábado, 28 de fevereiro de 2009

Não vá a memória pregar uma partida...


A verdade da mentira

Devo dizer que gostei bastante deste desafio.
Obrigada a todos por responderem! Mas ninguém acertou! A Lita ,Pequenos Pormenores foi quem esteve mais perto!
Para os mais curiosos aqui fica reposta toda a verdade.

1*Durmo sempre com uma luz de presença ligada, durante a noite.
É verdade. Por causa dos meus putos, tenho sempre a luz ligada, caso contrário, eles tinham medo de dormir nos quartinhos. Eu já estou tão habituada, que não consigo estar sem a luz acesa.

2*Detesto conduzir, sou um bocadito naba.
Mentira! Adoro conduzir e por acaso até sou bastante boa condutora!

3*Acabei uma amizade de 10 anos, por uma mentira. Não suporto mesmo mentiras.
É verdade. Quando sou amiga de alguém, sou a 100%, estou sempre lá, mas não me lixem a vida.

4*Já traí um namorado.
É verdade. Há sempre aquela altura da parvalheira. Mas vai contra os meus príncipios...hoje em dia. Mas quem é que não erra?

5*O meu prato favorito é favas com chouriço.Nham Nham.
Mentira! Blhéc! Detesto favas, nem posso com o cheiro! E também não como chouriço.

6*Faço colecção de relógios. Tenho para todos os gostos.
Mentira! Tenho um, mas de momento nem sequer funciona. Para mim o relógio que utilizo no dia-a-dia é mesmo o do telemóvel.

7*Adoro fazer limpezas. Devo ser a única à face da terra.
É verdade! Vá chamem-me paranóica, mas gosto bastante! Não me perguntem porquê! Só não gosto muito de passar a ferro, mas detesto mais arrumar toda a roupa.

8*Já fui peixeira e adorei! Tenho um jeitão para amanhar peixe!
Verdadinha! Adorei mesmo! Na altura inscrevi-me num hipermercado e coloquei as cruzes em todas as funções na folha de incrição, pouco tempo depois ligaram-me a dizer que precisavam de pessoas para a peixaria. Claro que fiquei com muitos receios. O cheiro a peixe, sabia lá eu arranjar peixe. Mas ninguém nasce ensinado, não é? Além de ter um ambiente fantástico entre colegas, virei uma desenrascadona no que tocava a amanhar peixe, mas sobretudo o contacto com os clientes era o que eu mais gostava, pois já tinha pessoas, que só queriam ser atendidas por mim. Tenho de escrever um post sobre isso.

9*Tenho medo de iguanas. São horrorosas!
É verdade! Fiquei traumatizada, desde que a iguana da minha irmã me saltou para cima e eu ia morrendo...Gosto de a ver, mas bem fechadinho no aquário. Além de que antes a dita cabia numa mão, agora é maior que o meu braço todo esticado, um verdadeiro horror.

Beijinhos e bom fim-de-semana! O mau tempo voltou :(
Recebi mais uns presentinhos. Muito obrigada! E já sabem, quem os quiser levar, está à vontade!




Obrigada querida Lita Pequenos Pormenores !

Obrigada querida a.menina ! Já tinha recebido este mimo, mas miminhos nunca são demais!

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Há gente muito triste...

"Quê? 25 anos? Quê? 3 filhos? Coitadinha...!"

Coitadinha porquê?

Porque será que as pessoas pensam que um filho é sempre resultado de um "acidente"?
Qualquer um dos meus tesouros foi planeado, sempre com muito amor. E sim, queria 3, e sim queria logo seguidinhos com 2 anos de diferença! Sim, dá imenso trabalho! Claro que sim dá muita despesa!
Mas foi a vida que escolhi! Adoro viver assim!

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

As mentiras e algumas verdades

Como anda para aí tudo a fazer desafios, e este já me foi também proposto, já nem sei por quem ( me desculpem, mas a memória por vezes...) cá vai. Quem quiser tente adivinhar quais as 3 falsas.

1*Durmo sempre com uma luz de presença ligada, durante a noite.

2*Detesto conduzir, sou um bocadito naba.

3*Acabei uma amizade de 10 anos, por uma mentira. Não suporto mesmo mentiras.

4*Já traí um namorado.

5*O meu prato favorito é favas com chouriço.Nham Nham.

6*Faço colecção de relógios. Tenho para todos os gostos.

7*Adoro fazer limpezas. Devo ser a única à face da terra.

8*Já fui peixeira e adorei! Tenho um jeitão para amanhar peixe!

9*Tenho medo de iguanas. São horrorosas!

P.S-Não há cá carrões nem viagens como prémios.

quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Mas ainda em relação à...

folia!
Ontem lá fui com a famelga para a terrinha (leia-se vila) assistir ao cortejo carnavalesco. E eu nascida e criada por lá, por cada lado que me vire, é só caras conhecidas.
Mas como há 5 anos, mudei de terra, só volto à terra-mãe, em datas como a de ontem, ou nas festas populares. E claro está, nestas alturas toda a malta sai à rua.
E é giro ver, malta que não via há uns anitos (porque nem sempre, mesmo nas festas a gente se encontra) os putos que ainda andavam na primária, hoje já desfilam no corso de cerveja em punho, o irmão da melhor amiga (em tempos) que era um fedelho, de barba rija e a conduzir a ambulância, tudo já "enfilharado", ou prestes a ficar...
As Olivias Palitos da altura, estão bem longe disso, e as mais redondinhas, umas ainda estão mais, outras estão bem menos...
O carteiro, o padeiro, até o Sr. guarda que animavam os desfiles sempre de matrafonas, de cuequinha e garrafa de vinho tinto em punho, já falecidos...
Realmente a nossa terra, é a nossa terra. Já não queria lá viver, pois gosto de onde estou, mas as memórias, algumas pessoas...não dá mesmo para esquecer e até é tão bom recordar! E logo eu, que sou tão saudosista!
Mas é incrível como a nossa vida não pára, e nos surpreendemos tanto com a vida dos outros, como se alguma vez a deles também parasse...

Mas que raio...

Não sei que se passa por aqui no meu blogue, ou se sou eu, mas cada dia que cá venho há sempre coisas novas, ou é o contador de visitantes que desaparece, ou o número de seguidores, por vezes é a lista de blogues que se lembra de retirar alguns blogues e agora dou por ter deixado de seguir alguns blogs, sem ter sido eu a fazê-lo...
Sinceramente já não entendo nada disto...

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2009

Sim, senhora!

Este ano este Carnaval tem sido um espectáculo!
Estes dias cheios de sol, têm feito as minhas delícias!!!
Por isso ando ocupadíssima a divertir-me e a vadiar com a famelga!!!

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Sou pior que os putos nesta altura do ano...


Eu gosto do carnaval...aliás...ADORO!

Sei que há muita malta que odeia, que acha uma enorme parvoíce. Eu cá não. É das alturas do ano que mais gosto, talvez porque a minha mãe sempre adorou esta altura do ano e me transmitiu. Não há ano nenhum que eu não tenha boas recordações dos carnavais passados!


Mas apesar de tudo acho uma perfeita estupidez, as brincadeiras mal-cheirosas que se fazem nesta época do ano. Desde balões de água e farinha, ovos podres, bombinhas de carnaval...devia de ser tudo proibido.

E é claro que não acho piadinha nenhuma às misses e respectiva malta a pensar que sabe sambar, ali em mini-traje, cheias de celulite e saíem do desfile, directamente para o hospital com uma pneumonia.

Não me posso esquecer dos cabeçudos que acho horrendos. Tenho qualquer trauma de infância...


Quando era miúda a malta mascarava-se sempre e era uma animação lá na vila, nos bailaricos, onde toda a gente se misturava. Mas até isso foi acabando, pois algumas pessoas são parvas e não sabem comportar-se, e houve até uma vez em que dois rapazes já bêbedos acabaram à porradaria.

Mas mais recentemente, desde que fui mãe, o carnaval para mim começou a ser melhor ainda. Deixei de ir para os bailaricos, pois quando não há ninguém que fique com os putos, é mesmo assim.

Mas tenham os putos que idade for, têm de ser mascarados. Mas normalmente gosto de coisas mais simples. E nos dias de hoje tenho um sem fim de fatos, que vão usando ao longo dos anos. ( Não gasto nenhuma resma de dinheiro neles, isso é que era bom...)

E é sempre giro ver os nossos meninos mascarados. (eu acho que sim)

As festas na escolinha, as brincadeiras uns com os outros, são sempre dias que para eles é uma animação!

Aproveitamos estes dias ao máximo! Com muita brincadeira e diversão.

E este ano agradecemos ao S . Pedro, por pelo menos não estar de chuva!

Só acho que o carnaval podia ser no verão, era muito melhor.

Agora com os putos em casa 4 dias seguidos, andarei por aqui mascarada de alguma coisa e quando puder apareço por aqui.

Divirtam-se! (quer gostem ou não desta época!)

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Não podia mesmo ter sido pior...

Vai uma pessoa, armada em esperta, quebrar a rotina de levar os putos à escolinha, para assim, puder desfrutar de uma bela quarta-feira, cheinha de sol, mesmo com sabor a primavera...que até apetece e que a pessoas como eu, é o suficiente para me fazer feliz para o resto da semana quando:

*O miúdo mais novo rabugento até dizer chega,não deixa fazer nada;

*Os mais velhos começam logo à porradaria depois do pequeno-almoço;

*Liga a psicóloga do mais velho, para irmos falar com ela com urgência às 14h;

*Ao acudir o mais novo, cagado até às orelhas, deixei queimar parte do almoço;

*Para os fazer sossegar no gabinete da psicóloga, tive de os subornar;

*Visto que os planos de uma passeata durante o dia, saíram logo furados, quis aproveitar o resto da tarde, com uma ida ao parque;

*Nem lá estivemos 5 minutos;

*A miúda foi beber água, escorregou e bateu com a boca no bebedouro;

*Sangue, choros...a caminho do hospital;

*Resultado: Mordeu a língua e agora tem um buracão na língua que eu nem posso ver, que mete impressão;

*A única coisa boa de tudo, teria sido se ela fosse gulosa, pois durante 2 dias só pode comer gelados. Mas nem isso...

Há ou não dias, que mais vale uma pessoa estar quietinha...?

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Os dias deviam ter 48 horas...

Há dias que nem tenho tempo sequer para ir descansada ao w.c.
É certo que estou em casa, a ser mãe a tempo inteiro do meu bebé. Foi essa a minha escolha. Mas ser esposa, ser mãe de 3, ser cozinheira, ser engomadora, lavadeira...
...tudo e mais alguma coisa, tem que se lhe diga...
Deviamos ter um ordenado, pois quem pensa que se fica em casa, sem fazer nenhum, no bem bom, está muito enganado. Há sempre que fazer, ou roupa para passar (hoje até finjo que não a vejo...) ou está na hora de dar comer ao puto, mal tenho tempo para mim...
Eu não sei se só sou eu que sou assim...
...às vezes quero chegar a tudo, tipo super-mulher e não consigo...
Há aquelas mulheres que passam os dias enfiadas nas pastelarias, dia após dia e para mim só penso, ou terão a casa cheia de porcaria, ou então têm alguma empregada. Ou então não se ralam mesmo de viver numa pocilga.
Confesso que por vezes tenho saudades de puder dormir até me apetecer, ou mesmo não fazer nenhum, não ter responsabilidades, não ter de fazer o jantar, ou só porque não me apetece não estender a roupa.
Mas também me passa depressa, quando olho para os meus três pimpolhos que tanto amo. E sei que se eu falhar em alguma coisa, eles é que vão sofrer e não quero isso. Quero ser aquela super-mãe, que sempre quis ter.
Por isso, tempo para os meus pequenos prazeres, tipo blogar, há muito pouco, vai sendo em pequenos buraquinhos. Quando não é muitas vezes durante a madrugada, que é quando sei que tenho algum tempo, e as insónias atacam.
Por isso não estranhem por vezes alguma ausência das minhas visitas aos vossos cantinhos. :D

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Há quem esteja a pedi-las...

Mas digam-me lá...
...nos tempos que correm, que nem sequer uma janela aberta no 3º andar já se pode ficar descansado... quem.... em seu perfeito juízo, deixa o carro completamente escancarado, e de chaves na ignição (nuts!)? E vai passear até não sei onde?

Pois, isto foi o que eu observei, ontem, ao longe enquanto estava no parque infantil com os putos. Um casalito, muito apaixonado, com o seu filho a andarem de bicicleta e com o carro a apanhar ar... o resultado, foi que alguém se esgueirou para dentro do carro (quem não adivinhava?) e toca de ir embora. Era vê-los a gritar no meio da rua a dizer que tinham sido roubados...
Mas quem é que teve a culpa?

sábado, 14 de fevereiro de 2009

Uma história de amor...

Tinha 13 anos. Mas parecia mais velha, além de ser rebelde, tinha bastante cabecinha.
A C. estava à janela de sua casa, e como sempre, eu na rua, e ali ficávamos a falar durante horas.
Um rapaz chamou-me a atenção. Para além de ser todo giro, via-se bem que não era português, tinha ar de indiano. Conforme passava na rua, olhava e sorria. As calças que ele usava, lembro-me de cor. Eu que sempre tive qualquer coisa com a cultura indiana, de certeza que numa vida passada fui uma. Adoro as roupas, algumas tradições, além de toda a gente, ao longo da minha vida, me perguntar se tinha descendência indiana, pois sempre tive o cabelo escuro e bastante comprido, e sei que tenho traços indianos.
Na altura o tal rapaz conhecia alguns dos meus amigos, o que fez com que, passados alguns dias nos conhecêssemos e começássemos a conviver um com o outro.
O nome dele, apesar de agora me parecer bastante banal, naquela altura foi uma dificuldade para o decorar.
O H. começou a fazer parte do meu grupo de amigos. Tinha uma enorme atracção por ele, mas nada mais que isso.
Eu como era (?) meio variado dos cornos, numa noite, levei umas quantas garrafas de bebida para o jardim onde parávamos sempre. E toca de beber. E ao que parece (eu cá não me lembro, mas é o que o H. diz) eu já toda torcida, parece que me agarrei ao H. aos beijos, e ele diz que foi aí que ficou rendido aos meus encantos. :D
Eu via que ele estava caído por mim, e por vezes até me sentia mal, porque eu não sentia o mesmo.
Admirava-o bastante, pois sempre foi um lutador, nesta vida. Tornámo-nos os melhores amigos. Era com ele que eu desabafava, sentia-me protegida por ele.
Mas a vida dá imensas voltas, e eu conheci depois as 15 anos, outro rapaz, por quem me apaixonei e namorámos uns anos. Mas eu e o H. nunca perdemos o contacto. Jamais. Eu sabia que ele era um amigo verdadeiro e não podia desligar-me dele, mesmo contra a vontade do namorado da altura, que tinha cíumes dele.
Eu e o H. encontravamo-nos às escondidas, como amigos, sempre com o máximo de respeito.
Ele também teve as suas namoradas, viveu a sua vida. Mas das vezes que me falava, dizia-me sempre que um dia ainda seria dele. Eu achava graça, mas nunca sonhava. Eu até o incentivava a esquecer-me, que havia mais raparigas no mundo, mas ele dizia que não.
E após 8 anos, do dia que nos conhecemos, começámos a namorar. Comecei a olhar para ele com outros olhos. Apercebi-me que gostava dele e foi muito giro. Até vivermos juntos passaram dois meses...e não foi antes porque eu tinha vergonha de ser tão cedo. Pois a minha família tinha-o conhecido na altura quando eu era ainda míuda e nunca sonhavam que após tantos anos, ainda conviviamos um com o outro, muito menos a namorar. Por isso foi uma enorme surpresa. E toda a gente o adora, por vezes quase que não se distingue quem é a filha, a neta, a sobrinha. A minha família diz que me saíu a sorte grande, com a jóia que tenho a meu lado. E eu sei que é verdade!
E é íncrível, pois como casal, devemos ser dos poucos que se dá tão bem! Nunca vi! Toda a gente fica admirada connosco. E somos bastante invejados por isso. Não passamos um sem o outro. Claro que também temos os nossos arrufos, mas é saudável. Quem não gosta de fazer as pazes?
E claro, temos os nossos tesourinhos pequenos, somos uma família feliz e eu adoro viver assim! Além de admirar a persistência do meu indiano, que para ele, nunca foi uma surpresa ficarmos juntos, e até casarmos.
Se era o destino, não sei...mas que tudo faz sentido estando juntos, lá isso é verdade...

Pensa bem...

Para ti, amorzão...

Eu, romãntica que às vezes até enjoa... (mas é incrível que ainda me ultrapassas...) não poderia deixar de passar este dia em branco.

Não, não comprei nenhuma caixa de bombons com oferta de um telemóvel, nem um urso de peluche gigante, com um coração vermelho a dizer "Amo-te"...

Prefiro mesmo oferecer-me a mim própria ( e já vais com sorte)!

Não é por ser hoje o dia dos namorados (além disso já nem isso somos...) que vamos celebrar o amor hoje. Connosco é mesmo todos os dias. Ou não fossemos nós, tu e eu, eu e tu...

Sabes bem que te amo, seja em que dia for...

Que és tudo para mim, um excelente maridão...do melhor que poderá haver!!! Só tu mesmo para me aturares!!! (Deverias ser beatificado!)

Meu indiano lindo! Amo-te muito!





P.S.-Já sabes..., hoje a noite é nossa... :P

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

sexta-feira 13

Por acaso o 13 até é o meu número da sorte, pois nasci precisamente nesse dia :D
E para além disso, sempre tive gatos quando era miúda, e tive simultaneamente 3 gatos pretos, que eu adorava e acho os gatos pretos lindos!
Não acredito em nada dessas superstições.
Só não gosto mesmo, quando me aparecem cães a cagar no caminho...

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Não sei o que será pior...

...ter o estacionamento todo ocupado, até ter uma catrefada de carros estacionados em segundas filas e por aí adiante, só por causa de virem ver um jogo de futebol aqui no café...

...dar 59 voltas ao quarteirão, e estacionar a quase 1 km de casa e quando se chega perto do prédio, alguém acaba de sair e ali deixa um lugar vago, mesmo aquele que queriamos havia meia-hora atrás...

... e querer passar e entrar no prédio, e deparar-me com uma familia de ciganos (leia-se algumas 50 pessoas), tudo sentado nas escadas da entrada a fumar ganzas...

Venham eles...



Obrigada querido Skywalker!

Para quem ainda não conhece, visitem, vão-se divertir de certeza!

E já sabem, seguidores e malta que leio, podem gamar!

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

E viva o Sol!!!



Uma pessoa acorda logo com outra disposiçao!!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Mimos com fartura!

Muito obrigada pelos miminhos que me têm oferecido!!Eu não me vou esquecendo, apenas por vezes é mais fácil reunir todos.


E como já vão sendo alguns, resolvi fazer como muita malta e fazer um slide, mal esteja pronto coloco.


E ofereço todos os mimos, a quem me segue, e à lista de blogues que tanto gosto de ler. Quem estiver interessado, é favor gamá-los! :D





Ora aqui vai:





Sandra Gira-Girassol ,

Lita Pequenos Pormenores ,

Betty miminhos do coração

JukyUma vez num sonho...

Tecnenfermaginan...






Lita Pequenos Pormenores





Lita Pequenos Pormenores



Miepeee Koud





Kris Desse outro lado do mar...



Miepeee Koud



Betty miminhos do coração
Lita Pequenos Pormenores
Salto-alto Porque sim!... ora!



Um pedaço de Azul... um BloGui diferente ;-)


Obrigada, obrigada, obrigada!!! Beijões!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Tenho tudo...

...completamente virado de pantanas...



...ainda por cima, não me apetece fazer nada...

domingo, 8 de fevereiro de 2009

Completamente descadeirada...

Isto de preparar festas de aniversário e estar na própria da festa, tem que se lhe diga...estou aqui nem consigo ter a pestana aberta...agora quero a caminha e pelo menos 8 horas de sono...

E agora...

Imagina-te em África, pendurado numa árvore por uma corda que está presa no chão, uma vela está a queimar a corda e um leão está em baixo à espera que a corda queime.
O que farias para te salvares?





Pensa um pouco, antes de veres a resposta
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
Cantar os parabéns!!!!!!!
Gamado sem dó nem piedade daqui!
Só para dizer que o meu filhote, faz anos hoje!

sábado, 7 de fevereiro de 2009

Nabos ao volante, perigo constante!

value="http://www.youtube.com/v/N5cFhkh9LhM&hl=pt-br&fs=1">

Onde é que já ouvi esta música?

Um rico sábado!






Esta sou eu durante todo o dia de hoje...

sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Digam-me...

...ontem à noite, estive a ver um filme, de que gostei bastante, que era sobre, duas pessoas, que tinham namorado uns tempos, mas que depois cada um tinha ido à sua vida, inclusivé, casaram com outras pessoas, tiveram filhos, mas nunca se esqueceram um do outro, sendo mesmo aquele grande amor da vida de cada um e que numa rara oportunidade, só teriam mesmo aquela, nos próximos 10 anos, poderiam estar juntos durante 3 dias. Há pessoas que mesmo separadas se amam durante anos e anos...
Agarravam aquela que podia ser a oportunidade da vossa vida? De matar saudades daquela pessoa que sempre pairou no pensamento? E que sempre foi especial...mas que por alguma razão não deu certo.
Aquela pessoa, que vos faz ver que a palavra infidelidade, talvez não seja tão impossível assim, que vos dá tal volta à cabeça, que por 3 dias, vale tudo...

Que fariam?

Tarda mas não falha!!!

Pessoal que me tenha oferecido miminhos ou desafiado, não estão esquecidos!!!Mal possa, dedico-lhes um post!!O tempo não é muito, (estas horas são inadmissíveis) e este fim-de-semana também me vai ser impossível, visto ter o aniversário do filhote mais velho e no sábado tenho de preparar tudo, mas mal possa, ataco!
Beijos.

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Já era tempo!

E visto que o maridão andava-se a portar bem, ontem depois de uma consulta no dentista, chega-se ao pé de mim e diz:
_"Olha Mor, tenho de meter duas prostes..." (próteses)

Pronto...foi o descambar...


*De lembrar que o rapaz não é português...mesmo estando cá há 15 anos, de vez em quando lá se sai com estas, que quase me mijo a rir...porque com a pronúncia dele, é simplesmente delicioso!

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Haja paciência...

Para as novelas da TVI...

.ainda por cima a dar duas vezes ao dia;
.com os mesmo actores de novelas anteriores, tipo cromos repetidos;
.com um casal que anda com um boneco a fingir que é um recém-nascido...;
.com uma história mais parva que eu sei lá;
.não percebo como é que uma coisa destas tem audiência...

Mas mesmo assim, ainda queria...

...uma destas...

Vá lá...

Pronto...pronto...
A minha vizinha ontem à tarde, quando cheguei das compras, veio a correr ter comigo, a pedir muitas desculpas pela barulheira durante todo o dia, que sabia que eu tinha um bebé pequeno, mas tinha mesmo de fazer as obras. E que já tinha vindo cá bater à porta para avisar dias antes, mas que ninguém estava.
Confesso que a vizinha até é simpática e uma velhota toda bem-disposta. E gostei de ela ter vindo falar comigo, a explicar-me tudo, até me levou lá a casa, a mostrar o que já estava feito da nova remodelação da cozinha.
Disse que a barulheira ia durar ainda uns dias, mas visto que as paredes já estavam derrubadas, nada como o dia de ontem (graças a Deus).
Também a velhota e seu marido, devem de "sofrer" um pouco com os meus putos, sempre a correr de um lado para o outro, e a acordarem logo cedo. Eu não posso amarrá-los. Claro que evito ao máximo, porque não penso só em mim, mas é impossível não os ouvirem. E verdade seja dita, que nunca me disseram nada, apenas que sabem o que isso é, porque têm dois netinhos.
Por isso, não adianta por vezes fazer muito alarido, porque por vezes também somos nós próprios a precisar de fazer barulho e também não gostamos de se virem queixar. Temos de ser uns para os outros.

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Fogo, hoje a casa vem abaixo!

Hoje é um dia excelente...

... para pensar seriamente, como seria bom viver numa moradia, sem vizinhança por perto...

A querida vizinha do 2ºandar, brindou-me desde as 10 da manhã, com marteladas e tudo o que as obras implicam...

O que vale é que o meu bebé, não é menino de se assustar, senão era choradeira pegada...até está a dormir e tudo...

Epá, sinceramente...nem me oiço a pensar...

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Ninguém merece...

...ter uma montanha de roupa para passar a ferro em plena sala...

...Voluntários?!?!

domingo, 1 de fevereiro de 2009

Pissoal... : D

Mal possa faço a ronda pelos vossos cantinhos, I promise!Não tenho tido mesmo tempo!
Beijões!

Haverá coisa melhor...??

...que um fim-de-semana com a família?


-Estar a curtir o maridão (que também faz falta)...


-Todos à molhada no sofá;


-sem horários a cumprir com os filhotes;


-perder-me nas brincadeiras com eles;


-As gargalhadas, a nossa cumplicidade...





Sou feliz!!!




(retirada da net)

sábado, 31 de janeiro de 2009

Viva o SNS!

Será que sou só eu?
Mas que mal fiz eu?
Que sina a minha....Não entendo....

Cada vez que me dirijo a qualquer repartição pública...epá não sei....ou acham-me com cara de parva ou sei lá....

Ou então este país está mesmo pior do que eu pensava....

Será o país? Ou serão as pessoas? Olhem que já não sei...sinceramente!

Ontem fui a uma consulta com o meu filho mais velho de pedopsiquiatria, recomendado pela psicóloga dele. ( Que o acompanha já há mais de um ano na escolinha)
Eis que chego ao hospital público da área de residência, local em que já fui diversas vezes, e tirando o nascimento dos meus putos (onde não podia ter sido melhor acompanhada, verdade seja dita), seja nas consultas externas, às consultas de oftalmologia...há sempre que contar...
Mandam-nos estar meia-hora antes da hora da consulta, para terem tempo de preparar processos e tal...uma fila enorme...duas gajas tipo a entender, mas a conversar uma com a outra, risinhos daqui e dali, meio-dia cada pessoa, crianças pequenas começam a ficar impacientes, no corredor duas médicas conversam e riem, à boa gargalhada, as senhoras da limpeza e enfermeiras de volta de uma mãe que ao que parece é colega e foi mostrar os gémeos recém-nascidos...
...e eis que....as duas gajas saem com uns papéis e nunca mais voltam...com a malta toda ali de pé, com crianças ao colo...o telefone toca 500 vezes, uma médica que era suposto dar consulta, como nunca mais lhe chegam os processos, resolve a ir à procura das gajas...e passado uns 20 minutos surge ao longe uma delas, magrinha, eu diria, chupada das carochas...talvez por isso , os pais que esperavam conteram-se em lhe partir a fuça, e até que enfim que esperamos que nos chamem...
Se pensam que foi só isto, estão enganados...
Numa sala onde só se ouve o computador do Noddy ( do meu puto) aparece uma médica (toda desgadelhada) a chamar tipo histérica o nome do meu puto. Lá fomos. Já meio traumatizados...
Entrados no consultório dispara arrogantemente: "Isto realmente, você ficava aqui, ninguém me disse que estava aqui, agora só temos 5 minutos de consulta, porque eu saío às 3, por isso, despache-se lá e menino D. não faças barulho que eu dói-me a cabeça e depois não consigo dar a consulta..."
O meu queixo ia caíndo e só me ocorria mandá-la levar num sítio...mas contive-me e ouvi ainda melhor...
Dos relatórios que levei, a falar da sindrome de Asperger, leu 3 linhas e lá disparou... (opá, devia ter levado uma câmara oculta para meter no you tube...para a próxima sou mais esperta...) isto sem olhar sequer para ele... "O menino não tem nada disto...a psicóloga é maluca, nem sei o que fazem aqui, na minha consulta (isso posso concordar) ó D., olha lá para mim...tá a ver?Olhou para mim, tem contacto visual..." Imaginem isto dito com a maior das arrogâncias e com a voz de tia de Cascais...
Ou menos levava uns papéis para ela assinar e ela assinou tudo sem sequer ler nada...E foi por isso mesmo que não a mandei pastar...
Mas no final da consulta ( de 5 minutos) rematou: " Olhe, o problema é que você tem dois filhos mais novos, ponha mas é o marido a fazer o jantar, deixe os mais novos com os avós e dê atenção a este filho..."
Agora digam-me lá...o que é que esta gaja merecia? Torcer-lhe o pescoço, ainda era pouco...
Esta gente ainda goza com uma pessoa...Ora se eu tivesse logo desatado para ali à porrada, ainda era mas é internada no Júlio de matos...
Sinceramente não sei onde isto vai parar...

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

FURIOSA!

Apetece-me torcer o pescoço a alguém!!!!!!!!!!!!!!!!!

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009

Uma noite no karaoke...

...alguém muito especial me dedicou esta música...

...são daqueles momentos impossíveis de não recordar...

...impossíveis de não deixar cair uma lágrima...

...e nem sequer sei se essa pessoa se lembra...

...anyway...

...pequenos pormenores...que adoro recordar!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Venham cá!

E levem lá os respectivos mimos para os vossos cantinhos, pois não sei se consigo passar em todo o lado para avisar!Beijos.

Um desafio, agora que é moda...

A Borboleta Vôos de uma borboleta desafiou-me.
Regras:
1. Abrir um livro ao acaso na página 161, ir até à linha 5 e colocar essa frase no blog.
2. Passar para outros bloguistas (número de bloguers não expecificado)

O Livro que escolhi foi:
"O perfume "de Patrick Suskind

Na página 161, na 5º linha diz assim:
"Esboçou um pequeno aceno de cabeça à silhueta e verificou que, ao corresponder-lhe, ela dilatava discretamente as narinas..."

Passo o desafio a:

Rituais do Corpo

Miepeee Koud

Pinto

Porque sim!... ora!

Aquele bagacinho

ANDRÉ BENJAMIM

miminhos do coração

Sayuri

SONHADOR


E pronto, acho que a nível de desafios e prémios estou conversada para os próximos meses!

E para acabar...


Bom, e como a maré é de prémios...muito mimo...aqui está mais um que foi oferecido pela Lita Pequenos Pormenores e pela Borboleta Vôos de uma borboleta ! Muito obrigada...
E aqui estão os blogues que escolho, para oferecer este prémio:

Rituais do Corpo

OS DESABAFOS DA SOFIA

Pão com Tulicreme

Mais que palavras...

momentos de ternura..

Miúda Eléctrica

Sem Ti (r)

Unleash your thoughts...

Pinto

Porque sim!... ora!

O amor é um lugar estranho

J7Skywalker

SONHADOR

Olhares e Decotes

E mais um...



Recebi este prémio da Borboleta, Vôos de uma borboleta e também da Sofia
OS DESABAFOS DA SOFIA !Muito obrigada!


Quanto ao selo:"Com este pequeno prémio, pretendemos honrar as pessoas que ainda se regem pelo coração. Que percebem o que é o verdadeiro amor, que lutam por ele, e o conseguem transmitir na sua escrita. Pretendemos ainda vir a conhecer com isto mais sobreviventes ao romantismo."

Este prémio obedece às seguintes regras:

1) Exibir a imagem do selo;

2) Colocar o blog pelo qual se recebeu a indicação;

3) Escolher outros blogs a quem entregar este Prémio.

Indico os seguintes blogs:





















E sai mais uma fornada...





O meu querido Pinto ofereceu-me este selo, ao qual eu agradeço.


Este selo representa todo espaço que de uma forma ou de outra traduz um pouco das loucuras de seus/suas escritores/as. Esse espaço que temos pra mostrar ao mundo, os nossos momentos de loucura, curiosidades, entretenimento, desabafos...


Tem que se escolher 11 blogues.E avisar nos respectivos blogues.

Aqui vai a minha escolha:












Vá-se lá entender esta gente...

Não consigo entender certas pessoas, que ou estão sempre a ligar, a toda a hora e todo um instante...e estamos juntas praticamente todos os dias, como de repente deixam de dar sinais de vida e que nós sabemos que é pura parvoíce, mas que conseguem fazê-lo durante meses... depois lá reaparecem como se nada fosse...

terça-feira, 27 de janeiro de 2009

Eu e a segurança social...

...sou completamente alérgica a entrar num departamento desses...



explicando...



...não tenho paciência nenhuma para estar em filas na segurança social, mesmo que seja para ir buscar os impressos dos abonos dos putos, ou seja porque razão for, pois para além de estarem sempre, mais de 300 números à minha frente, ainda têm lá com cada gaja a atender, que eu até me benzo...estão ali na ronha, e não têm simpatia nenhuma, até dá vontade de mandar para ali uma bomba, mas a última a que assisti merece distinção...



...estar uma sala imensa, tudo a bufar, por estarem fartos de ali estar, ainda levar com as meninas que deveriam estar a atender a verem roupa de bebé?? Ali num descanso...que só visto...

Estando grávidas com grandes barrigões, horas à espera, e mães com recém-nascidos...

Não há-de o país de estar em crise!



Bastou entrar um grupo de ciganas, que ali esteve a esperar meia-hora, e que tal como os outros já deitavam fumo e começaram para ali na peixeirada e a dizerem o que elas não gostaram...não tive pena nenhuma...

....

As saudades são uma coisa que acabam comigo...

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Não interessa de onde se vem...

...interessa sim, o coração que cada pessoa tem...

Os meus avós, já têm uma certa idade. Sempre tiveram um cafezito, onde sendo pegado à casa, ali viveram os últimos 25 anos. Mas como tudo na vida, há um fim, os meus velhotes decidiram fechar o estabelecimento, devido à idade avançada e também na família ninguém querer continuar o legado...(se calhar até havia, mas a minha avó tem assim um feitiozinho um bocado...)
E sendo um sítio pequeno, estar ali o café aberto, dava logo outra dimensão ao local, mesmo sendo a rua de terra batida, os carros por vezes não deixavam os miúdos (poucos) jogar à bola, sem um olho sempre muito vigilante.
Sendo também um sítio de moradores que na maior parte deles estão no estrangeiro, a verdadeira vida era mesmo o cafezito.
Pois estando agora o fechado, quase que não se vê vivalma pelas ruas...impressionante...
Mas o que me tocou foi no fim-de-semana, estávamos a jantar, e mesmo com um papel na porta a avisar os mais distraídos, há sempre quem fique espantado ao ver as portas fechadas.
Três Ucranianos, conhecidos de lá irem beber umas cervejas de vez em quando, muito pacatos e muito amigos do meu velhote, e já cá estão em Portugal há cerca de 7 anos...batiam à porta a chamar pelo meu avô e já estando o meu velhote um pouco surdo, nem estava a perceber bem o que eles queriam.
Quando vamos todos lá fora, deparamo-nos com um saco de batatas, outro de cebolas e algumas caixas de morangos. Enquanto os homens repetem:"-É para sim, Sr. S. Para agradecer por tudo."
Realmente ficámos parvos com tal gesto...
Eu particularmente fiquei emocionada...ninguém estava à espera daquilo e é bom ver, que independentemente da nacionalidade, ainda há boas pessoas...
Jamais irei esquecer...

domingo, 25 de janeiro de 2009

Estou assim...

Hoje estou tão bem-disposta!
É mesmo daqueles dias que se acorda com vontade de fazer tudo e mais alguma coisa e se tem um sorrisão do tamanho do mundo!
Adoro a minha vida, adoro quem me rodeia...o mais pequeno pormenor, me faz feliz!

sábado, 24 de janeiro de 2009

Hoje deu-me para isto...

Hoje assim de repente, por entre os meus pensamentos e sonhos, lembrei-me de um rapaz com quem namorei, muito pouco tempo, mas ele marcou-me bastante.

Dei por mim a ter saudades dele. Sempre foi boa pessoa e andou algum tempo atrás de mim, dizendo-se meu admirador secreto. Romântica como sou, andava na lua!

A última vez que o vi, foi há 10 anos atrás. Gostaria de saber como ele está agora.

São daquelas recordações que me fazem sorrir...

Foi a primeira pessoa com quem passeei de mão dada na rua,( até ao dia em que o meu pai descobriu...), mal via uma casa com flores, apressava-se a roubar uma para me dar, ainda hoje por entre os meus diários tenho uma dessas lindas flores...

Eu também tinha muita mania de escrever recadinhos, nos seus maços de tabaco...o que ele retribuía com um beijo.

Mas como em qualquer história a dois, por vezes há episódios caricatos...

Descobri que ele tinha outra...e ele foi ter comigo a casa para falarmos, eu queria acabar, mas ele não queria...na altura tinha um gato, e o raio do gato não se calava, tinha fome, nós dois ali em plena discussão e pimba cortei-me numa lata de comer para o gato, cortei o tendão do polegar da mão esquerda, e ainda hoje não consigo dobrar o dedo...

Foi portanto um fim de namoro inesquecível...

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Falta de civismo...

Porque é que as pessoas são tão estúpidas e arrogantes?
Já assisti muitas vezes e ainda hoje, mesmo não estando grávida a imensas situações destas.
As pessoas não têm um bocadinho de consciência, são tão egoístas...
Talvez também seja caso de falta de educação...
Em todos os hipermercados há as caixas para grávidas, deficientes, etc...As placas indicam-na.
Hoje lá fui descansadinha às compras, e na altura de pagar, lá me dirigi às caixas, enfiei-me para ali numa que tinha menos gente e foi o espectáculo a tomar lugar, na caixa seguinte, sendo essa uma das caixas prioritárias.
Uma senhora grávida tinha 3 pessoas à sua frente, pediu licença, e passou. Essas três pessoas olharam para a senhora, e se os olhos tivessem o poder de matar, a mulher tinha esticado o pernil ali mesmo. Começou tudo para ali a refilar, por a mulher ter passado à frente. A senhora da caixa, explicou, que aquilo era uma caixa prioritária etc e tal, mas qual quê, continuavam...
Por acaso também se passou uma situação idêntica comigo, um homem implicou por eu chegar à caixa com um grande barrigão e passar à frente.
Mas qual foi a parte de "caixa prioritária" que as pessoas não percebem?
Qual é o mal de deixa passar uma grávida? Não podem esperar mais 10 minutos? Vai alterar toda uma vida? Não consigo entender...
Mas quem diz nas caixas prioritárias, diz em qualquer outro lado...Já vi e passei por isso, milhentas vezes. As pessoas simplesmente estão-se a cagar. Os homens e velhos ainda entendo, pois por vezes os parafusos já estão ferrugentos, além de que não sabem o que é estar grávida...mas por vezes algumas mulheres são bem venenosas...
Se toda a gente fosse menos egoísta e pensasse um bocadinho só, nos outros, não se perdia nada...

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

É permitido fumar neste poema

É permitido fumar neste poema
Pedir ou oferecer palavras
Acendê-las ou apagá-las
Atirar com elas para o chão
Perfumar a atmosfera
Com o seu cheiro. Esquecê-las
Sobre uma mesa, uma parede
Um pedaço de papel amachucado.
Ávidos, chupá-las, expirá-las,
Inspirá-las, sugá-las, expirá-las
Para o ar poluído da terra.
Podem fumá-las à vontade,
Não matam nem causam impotência.
Podem prender ou libertar,
Ferir ou curar. As palavras
Belas para uns, para outros feias
Ou apenas inúteis, as palavras
Não salvam os inocentes,
Não libertam dos carcereiros,
Nem acabam com os tiranos.
Tudo podem e nada conseguem,
Como um cigarro, acalmam.
Iluminam um instante, ficam
Como um fio de fumo cinzento
Na memória. E desvanecem-se.


A uns incomodam, fazem falta
A outros. Podem fumar à vontade
Neste poema. Não há ar puro
Na atmosfera onde se alimentam
As árvores de onde vieram
As fibras deste papel. Aqui,
Como numa velha tabuleta
Abandonada, está escrita
Uma velha e inútil indicação


É permitido fumar sozinho,
Aos pares ou em lúbricas orgias,
Homens com mulheres, mulheres
Com mulheres, homens com homens,
Ou outras possíveis combinações,
Livres e de comum acordo.
Às palavras não se colocam restrições,
É permitido beijá-las em publico,
Aqui nenhum amor é impudico,
Os amantes podem expressar
O amor sem se envergonhar.

Gostei bastante deste poema, é do André Benjamim.Um excelente escritor, visitem-no.

A extinção dos dinossauros...

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

O poder de 30 segundos...

Madrugada, corpo trémulo...calor intenso...
...será que devo...ou não?...
...parecia não ter coragem...Já viste? A mim?...
...afinal...3 anos é qualquer coisa...
...nem parecia sermos nós...
...engasgados, atrofiados...
...pura criancice...

A tua voz...ai essa tua voz...
Fez-me sentir como se nada tivesse mudado...
...como se tivessemos estado sempre ali, um para o outro...
...uma pura ilusão...
...senti-me tão perto de ti...tão, mas tão perto...
...30 segundos, que me pareceram 30 minutos...
...tão pouco, apenas um pequeno pormenor...
...mas pareceu-me o resto da vida....

TU HOJE FIZESTE-ME FELIZ...

...com um simples telefonema...

Filhos bem educadinhos!

A mãe estava a trabalhar na cozinha enquanto o filho brincava na sala com o comboio eléctrico que o pai lhe tinha oferecido.Escutou então o comboio a parar e o seu filho a dizer:"Todos os filhos da puta que querem desembarcar, saiam desta merda de comboio agora, porque essa é a última porra de estaçao! E todos os filhos da puta que vão voltar para casa e desejam entrar na merda desta composiçao, coloquem os seus cús mal-cheirosos no comboio, porque vamos sair com este caralho daqui a segundos"A mãe foi até à sala e falou ao filho:- Nós não usamos esse tipo de linguagem aqui em casa!! Vais já para o teu quarto e ficas lá durante 2 horas, de castigo! Quando voltares, podes brincar com o comboio, mas vais ser bem educado.Duas horas depois o miúdo sai do quarto e volta a brincar com o comboio. Entao, ele pára e a mãe ouve:"Todos os passageiros que vão desembarcar, lembrem-se por favor de levar a sua bagagem. Agradecemos a todos por terem escolhido a nossa companhia e esperamos que tenham tido uma boa viagem! Esperamos revê-los proximamente! Para aqueles que se preparam para o embarque, pedimos que guardem as suas malas debaixo dos assentos. Lembrem-se, por favor, de que é proibido fumar. Esperamos que todos tenham uma boa viagem!A mãe, toda orgulhosa do filho, dirigiu-se à sala, quando o miúdo acrescentou:- E para aqueles que estão f*didos com o atraso de 2 horas, reclamem com a vaca que tá lá na cozinha!!!

Nota:Que me perdoem os mais sensíveis...mas eu fartei-me de rir ao lê-la e tem graça é assim...

terça-feira, 20 de janeiro de 2009

Cuidado...!!

ESTOU EXTREMAMENTE ...IN LOVE...


...PERIGO DE CONTÁGIO...

Hoje apetece-me...

...jantar para dois...



...ao som das nossas músicas de eleição...


...cama redonda...


lençóis de seda vermelhos...

...espelho no tecto...

...corpos molhados no jacuzzi...

...ouvir-te sussurrar docemente um "Mor, amo-te..."